La Romantique

Um café e um amor.Quentes,por favor!

14:40

Daqui a pouco.

Postado por Cost |




Daqui a pouco o ano termina, precisamos nos conscientizar de que, se não fizemos o melhor, pelo menos tentamos. O sol está prestes a raiar no horizonte anunciando o novo ano que vai nascer; o momento é de muita euforia, haverá muita troca de beijo, abraços, troca de presentes e as mais belas mensagens de boas festas.
Todo ano é assim, a esperança se renova na certeza de dias melhores. É chegada a hora de dar uma trégua para fazer um minucioso balanço de tudo que foi vivido em sua vida até agora. Faça um rascunho, analise cada momento vivido, que eu tenho a certeza de que você vai achar o seu ponto de equilíbrio para seguir com muito mais segurança esse novo desafio que terá pela frente.
Para que o novo ano não fique repetitivo, lance o seu desafio, aventure-se um pouquinho mais, fuja daquela rotina cotidiana sem sal sem pimenta que norteou a sua vida o ano inteirinho simplesmente por não ter tentado outras alternativas de vida. Faça um pacto contigo mesmo, chute o balde todas as vezes que algo está lhe incomodando e não tenha medo de trocar o certo pelo duvidoso - mais vale se arriscar do que se lamentar de pelo menos não ter tentado.
Resolva os seus problemas, mas somente um de cada vez, deixe que o tempo se encarregue de apaziguar possíveis desavenças que uma vez ou outra possam surgir. Como já foi dito, o equilíbrio será sem dúvida alguma o fiel da balança de sua vida, é ele que vai fazer com que você possa controlar a sua vida dentro da mais perfeita ordem e harmonia.
Recebe o novo ano que se aproxima com um largo sorriso, e um coração repleto de amor para o que der e vier.

Postado por Cost |


"A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde." - André Maurois

"Você,
leitor, sabe muito bem que uma boa noite de sono ajuda a ter um bom
desempenho no colégio, e, se você é estudante, deveria cuidar para ter
sempre uma noite bem-dormida, a não ser que esteja num capítulo
interessante do livro que está lendo, e nesse caso o melhor é ficar
acordado a noite inteira e que se dane o aproveitamento escolar."

                                                                                                                                    
Desventuras em Série ♥

Postado por Cost |


16:47

Certezas. - Mario Quintana

Postado por Cost |





Não quero alguém que morra de amor por mim…
Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo,
quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim…
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível…
E que esse momento será inesquecível..
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre…
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém…
e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos,
que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,
alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons
sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente
importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca
cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter
forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe…
Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia,
e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos,
talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.
Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas…
Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder
dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim,
sem ter de me preocupar com terceiros…
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão…
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas,
que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim…
e que valeu a pena.

16:01

Meio ambiente. - Elizabhett Costa.

Postado por Cost |


" Acho que vocês já devem ter percebido que a um certo tempo já não venho com os meus belos textos que falam de amor, mas é porque ultimamente estou vendo que existem coisas mais urgentes para escrever aqui nesse blog, e, é por isso que eu estou aqui para falar do meio ambiente, que apesar de não ser  um assunto romântico, venho falar dele de todo o meu coração. Amo o meio ambiente. E gostaria apenas que cada um fizesse a sua parte".

Eu jamais gostaria de estar na "pele" do CHÃO, pois imagino como ele se sentiria, se tivesse vida, quando o confundem com uma lixeira e o jogam o lixo no mesmo.

Onde está a consciência das pessoas, que se dizem tão educadas?Ou será que são educadas só pra umas coisa e para outras não?
Será que não percebem que quem está destruindo o mundo pouco a pouco, somos nós ...seres humanos, Homo sapiens.
 Seres humanos que destroem floresta
 Seres humanos que destroem animais
 Seres humanos que destroem toda a biodiversidade.

Tudo em função dos desejos fúteis, como o desejo de consumir sem necessitar, e sem querer saber para aonde vai o lixo que não querem mais...o resto.

Você tem certeza que não daria para nós vivermos em consumo sustentável? Só utilizarmos o que necessitamos. Diga-me pra que tanto poder? Se você mora numa cidade, num estado e até mesmo...num país sujo pelas suas mãos.
Para quê? Não fundo você sabe que realmente não pode nada, não pode nem mesmo fazer a sua parte, não é?
Eu também não posso. Só não.Só eu não posso mudar as atitudes do planeta, mas juntos...
Podemos juntos fazermos muito para reverter a quastão ambiental.
Tal questão  que envolve a poluição de rios, mares, atmosfera, etc.
Tal questão que envolve a destruição de florestas e a extinçãos de animais.

É. Eu não posso nada só. Sei disso.Mas não vou desistir. Não jogo lixo no chão e entre outras coisas, como separar o meu lixo para facilitar a vida dos catadores que o levam para reciclar. Não é só uma questão de educação, mas sim, por uma questão de consciência, uma questão de preservação.Faço o que estar ao meu alcançe.
Preservação do que é meu. Do que no futuro será dos meus filhos e netos. Quero o melhor pra eles. Pense nisso. Faça pelo menos a sua parte.
Preserve o meio ambiente.

05:24

Mar de palavras.- Elizabhett Costa.

Postado por Cost |


 
Eu confesso. Tenho um amigo imaginário ao mesmo tempo tão real. Nele eu posso confiar...É tão incrível. Dá-me a resposta a todas as minhas perguntas...ou pelo menos a quase todas.
Quando eu não sei que palavra usar para descrever um sentimento, sentido naquele momento, eu vou até ele. Ele me dá a resposta.
Cada palavra, cada sinônimo é ele que me diz.
Quer saber?Eu vou dizer-lhes o nome dele para acabar com a sua curiosidade...
O nome dele é...DICIONÁRIO. Eu o amo. É um amigo imaginário tão real, tão presente  em minha vida.
Sei que para muitos não passa de um monte de papel cheio de letras e mais letras, apenas letras.
Mas para mim lá encontra-se a verdadeira riqueza da língua Portuguesa, as palavras. Sem elas o que seria eu? O que seria, talvez, você? O que seriamos nós?
Meros falantes, se bem que, quem fala usa palavras, mas gosto de me expressar através da escrita.
Ela não é sutil. Temos que ter muito cuidado ao manejá-la.
Mas lembre-se tudo feito com amor dá certo.
Amo-te língua portuguesa.
Amo-te dicionário, meu auxiliador em meio ao mar de palavras.

15:07

Clarice Lispector.

Postado por Cost |






"Adoro os textos da Clarice, fazem eu refletir muito, leiam ai... são bem legais"




Havia a levíssima embriaguez de andarem juntos, a alegria como quando se sente a garganta um pouco seca e se vê que por admiração se estava de boca entreaberta: eles respiravam de antemão o ar que estava à frente, e ter esta sede era a própria água deles.
Andavam por ruas e ruas falando e rindo, falavam e riam para dar matéria peso à levíssima embriaguez que era a alegria da sede deles.
Por causa de carros e pessoas, às vezes eles se tocavam, e ao toque - a sede é a graça, mas as águas são uma beleza de escuras - e ao toque brilhava o brilho da água deles, a boca ficando um pouco mais seca de admiração.
Como eles admiravam estarem juntos!
Até que tudo se transformou em não. Tudo se transformou em não quando eles quiseram essa mesma alegria deles. Então a grande dança dos erros. O cerimonial das palavras desacertadas. Ele procurava e não via, ela não via que ele não vira, ela que, estava ali, no entanto. No entanto ele que estava ali. Tudo errou, e havia a grande poeira das ruas, e quanto mais erravam, mais com aspereza queriam, sem um sorriso. Tudo só porque tinham prestado atenção, só porque não estavam bastante distraídos. Só porque, de súbito exigentes e duros, quiseram ter o que já tinham. Tudo porque quiseram dar um nome; porque quiseram ser, eles que eram. Foram então aprender que, não se estando distraído, o telefone não toca, e é preciso sair de casa para que a carta chegue, e quando o telefone finalmente toca, o deserto da espera já cortou os fios. Tudo, tudo por não estarem mais distraídos."
Clarice Lispector

14:45

O amor.

Postado por Cost |





O amor é como o vento: não podemos ver, mas podemos sentir. 

14:42

Escolhas.

Postado por Cost |





"Não são nossos talentos que mostram aquilo que realmente somos, mas sim as nossas escolhas."
Harry Potter e a camera secreta.

17:37

J.k.Rowling

Postado por Cost |


'a melhor escritora da atualidade
Sem dúvida a Joane tem uma luz e um dom divino para a sua arte de escrever! quem diria que uma mulher (que durante toda a história raramente foi reconhecida, principalmente na literatura) conseguiria fazer uma geração considerada perdida em meio a tantos eletrônicos e distrações fúteis gostar de ler?

Obrigada J.K Rowling, por salvar a minha geração, por me levar a um mundo inteiramente novo e mágico, no qual eu sempre sonhei morar!


15:55

Amor Virtual.

Postado por Cost |


Um certo dia,
Estava a navegar,
Quando o inesperado aconteceu,
Derrepente assim como um vírus
Você apareceu,
Na telinha,
Fascinou-me, fiquei enfeitiçada
Por alguém que nunca vi antes.
E sem nunca termos nos tocado,
Começamos a nos apegar um ao outro.
Todo o dia estava La,
Teclando-nos, já que não
Podíamos nos tocar.
O virtual começou virar real,
O dia que não nos encontramos
Na telinha, ficamos desnorteados
Navegando, para o tempo passar
E um de nós chegarmos,
Pra tela esquentar.
Os dias, semanas, meses
Foram passando e eu aqui
Na tela te amando,
Sem entender o que mais
Poderia me acontecer.
Sei que contigo quero estar,
Aqui na tela ou em outro lugar.
Amor não é tudo igual,
Nunca amei assim, alguém virtual.
Quando a saudade bate... Mando
Uma mensagem... sempre envio
Em cada mensagem a emoção
Que pulsa meu coração.
Nessa minha virtual inspiração.
Vou levando comigo o amor
Que é você em meu coração.
Você é o vírus mais,
Inofensivo que já vi,
Já estou contaminada de você,
E o pior meu antivírus, perdeu a validade.
Estou felizmente infectada por você.
Autor desconhecido.

15:31

Declaração de amor.

Postado por Cost |


Esta é uma confissão de amor: amo a língua portuguesa. Ela não é fácil. Não é maleável. E, como não foi profundamente trabalhada pelo pensamento, a sua tendência é a de não ter sutilezas e de reagir às vezes com um verdadeiro pontapé contra os que temerariamente ousam transformá-la numa linguajem de sentimento e de alerteza. E de amor. A língua portuguesa é um verdadeiro desafio para quem escreve. Sobretudo para quem escreve tirando das coisas e das pessoas a primeira capa de superficialismo.
Às vezes ela reage diante de um pensamento mais complicado. Ás vezes se assusta com o imprevisto de uma frase. Eu gosto de manejá-la - como gostai a de estar montada num cavalo e guiá-lo pelas rédeas, às vezes lentamente, às para nos dar para sempre uma herança de língua já feita. Todos nós que escreve-nos atamos fazendo do túmulo do pensamento alguma coisa que lhe dê vida.
Essas dificuldades, nós as temos. Mas não falei do encantamento de lidar com uma língua que não foi aprofundada. O que recebi de herança não me chega.
Se eu fosse muda, e também não pudesse escrever, e me perguntassem a que língua eu queria pertence r, eu diria: inglês, que é preciso e belo. Mas como não nasci muda e pude escrever, tornou-se absolutamente claro para mim que eu queria mesmo era escrever em português. Eu até queda não ter aprendido outras línguas: só para que a minha abordagem do português fosse virgem e límpida.
Clarice Lispector in A descoberta do mundo.

13:11

Sem Título

Postado por Cost |

27 09 2008

Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.
Clarice Lispector
Extraído do site A Magia da Poesia



05:06

Essência. - Elizabhett Costa.

Postado por Cost |


Assim como a lua não seria lua,
Sem a perfeição do mar
Assim como o dia não seria dia,
Sem existir a noite
Assim como as estrelas não seriam estrelas,
Sem o lindo e azul, céu
Eu não seria eu, sem você.

Eu não vivo sem você.

Você é a pureza desse ar poluído.
Você é meu oxigênio.
Você é o dono da minha existência, meu vício.

É para ti que escrevi essa humilde poesia meu SENHOR,
Para adorar-te e engrandecer-te.

Senhor, eu te amo.
E sei que guia meu caminho aonde quer que eu vá.
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/elizabhett

04:07

Lembranças.

Postado por Cost |




"Momentos fotografados pelas lentes da emoção,
guardados num baú chamado coração".

19:01

Me namora.

Postado por Cost |


"Cola o teu desenho no meu pra ver se cola, cola teu retrato no meu , e me namora ".

18:23

Todo Sempre.

Postado por Cost |


Quem nunca ficou fazendo planos deitado na cama antes de dormir ? Quem nunca leu e releu um histórico de msn e lembrou como se fosse na hora ? Quem nunca viu uma foto e pensou como seria se você tivesse lá ? Quem nunca quis voltar no tempo pra corrigir o que ficou como medo de fazer ? Quem nunca precisou ouvir um elogio pra se sentir bem ? Quem nunca falou alguma coisa e se arrependeu depois ? Quem nunca teve um sonho perfeito e ficou puto de ter acordado ? Quem nunca ouviu uma música e lembrou de alguém ? Quem nunca olhou pra o celular achando que era ele e era sua mãe ? Quem nunca ficou bolada por um motivo ridículo e prometeu que não ia mais gostar de quem te fez sofrer mas foi em vão ? Quem nunca se iludiu ? Quem nunca teve vontade de sumir e só voltar quando tudo tivese bem ? Quem nunca viu um filme de romance e quis ser feliz para sempre ? Quem nunca quis ser feliz pra TODO sempre ..


Aqueles que alegram cada instante dos meus dias
Aqueles que estão sempre presentes nas horas mais difíceis
E que me confortam, seja lá...
Com um sorriso
Com um simples abraço
Com uma longa conversa
Com a mão para me levantar
Com uma piada ou até mesmo,
Com cócegas.

Agradeço a Deus pelos meus dias passados com vocês.
Através de vocês, Deus falou dos propósitos que ele tem para a minha e as suas vidas.

Percebi que para Deus nada é por acaso.
Não foi por acaso que eu conheci o grande amigo,Fernando.
Um doido varrido, que nem eu...
Ele é um pouco pior.

Não foi por acaso que eu conheci a enorme Carol,
Ela não é só grande no tamanho,
Mas também o seu coração é enorme.
Que nem eu, ela tem o sonho de ser Arquiteta.

Não foi por acaso que conheci a menina que  tem a melhor memória do mundo,Rayza.
Ela sempre nós lembra de tudo.

Não foi por acaso que eu conheci a Pottermaníaca, que nem eu,Bella.
A futura, grande Professora de Física.

Não foi por acaso que eu conheci Bruno, o modesto namorado de Bella.
Apesar de ser convencido,
É um grande amigo e será um grande Engenheiro Mecânico.

Não foi por acaso que eu conheci minha querida amiga Glauci, futura Médica
A nossa mãe...quando nós vamos tentar fazer alguma besteira...
Ela lança aquele olhar, que só ela tem, bem penetrante.

Como deu pra vê nós somos SETE,
E eu faço questão de dizer seus nomes,
Pois é uma honra te-lôs como amigos.

Fazemos sempre planos para os nossos futuros,
Tanto profissional como pessoal.
Como dizia Shakespeare:
"E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão"...
Nós sonhamos
E compartilhamos os nossos sonhos um com os outros,
Podemos ser diferentes, pensarmos diferente,
Mas temos os mesmos propósitos...
REALIZAR OS NOSSOS SONHOS.

Amo vocês.
E quero dizer que cada dia ao lado dos meus amigos valeu a pena.

Nunca esquecerei...
Das nossas palhaçadas,
Das nossas conversas abestalhadas
Das nossas brincadeiras
Das nossas besteiras
Das nossas brigas que nunca aconteceram(apenas uma pequena discordância)
Dos nossos videos de artes...
Dos nossos King Kongs
Das nossas lágrimas
Das nossas lutas para salvar um amigo, que achavamos que estava perdido...

...Nunca esquecerei de vocês, amigos.

E por último quero dizer-lhes:

- Aonde que que eu vá levo VOISEIS, no olhar!

14:01

Sexto Sentido- Elizabhett Costa.

Postado por Cost |


 O amor para mim...
Não tem cor, não tem cheiro, não tem sabor, não pode ser tocado.
O amor para mim...
É como se fosse um sexto sentido, sem sentido algum.


O amor é sentar ao lado de quem você ama,
E ficar contando as estrelas a luz do dia.
O amor é uma amizade intensa.
É querer sem ter que dar recompensa.

É olhar nos olhos de quem se ama
E saber que você mora ali...

Ali nos pensamentos
Ali no coração
Ali em cada momento.

É sorrir quando se deveria chorar,
É confiar quando deveria não acreditar,
É superar, juntos, quando deveria fracassar.


É fazer parte de cada pensamento
Cada pequeno detalhe lembrado é um contentamento
Cada momento passado juntos é um acontecimento,
Onde jamais será esquecido.

http://recantodasletras.uol.com.br/autores/elizabhett


Maior amor nem mais estranho existe
Que o meu, que não sossega a coisa amada
E quando a sente alegre, fica triste
E se a vê descontente, dá risada.


E que só fica em paz se lhe resiste
O amado coração, e que se agrada
Mais da eterna aventura em que persiste
Que de uma vida mal aventurada.


Louco amor meu, que quando toca, fere
E quando fere vibra, mas prefere
Ferir a fenecer - e vive a esmo


Fiel à sua lei de cada instante
Desassombrado, doido, delirante
Numa paixão de tudo e de si mesmo.

15:58

Intimidade.

Postado por Cost |


Que ninguém hoje me diga nada.
Que ninguém venha abrir a minha mágoa,
esta dor sem nome
que eu desconheço donde vem
e o que me diz.
É mágoa.
Talvez seja um começo de amor.
Talvez, de novo, a dor e a euforia de ter vindo ao mundo.
Pode ser tudo isso, ou nada disso.
Mas não o afirmo.
As palavras viriam revelar-me tudo.
E eu prefiro esta angústia de não saber de quê.

Fernando Namora, in "Mar de Sargaços"

13:55

Carta de um Adeus.

Postado por Cost |


Um domingo pela tarde que tão alegre eu estava, recebi uma carta que meu amor se casava.
Respondi essa carta. Mandava falas que seriam a minha morte para depois que ele se casasse.

Quando estiver colocando o terno em sua formosa beleza, estarei coberta de flores em cima de uma mesa.
Quando estiver colocando o anel de brilhantes... para mim estarei acendendo quatro velas iluminantes.
Quando fores ao cartório fazer o casamento...
Eu sigo para o cemitério com amigos e lamentos.
Quando estiver deitado em cobertores macios...
Estarei no campo de flores coberta de terras frias.


Mas, se um dia fores no cimitério me visitar encontrarás uma pedra escrita:
MORRI POR TI AMAR.

13:34

Tempos e Tempos.

Postado por Cost |


Minha infância teve beira de rio, pés descalços,
Brejo, mato, balão e festa junina.
Teve muito passarinho, arapuca e estilingue.
Cobra cascavel, jaracuçu, cobra coral
E a boazinha cobra d'água.

Minha infância teve chuva de enxurrada,
Relva molhada, sol e arco-íris.
Teve ruas de terra batida e vento de remoinho.
Leite gordo, pão-com-manteiga, banana
E tudo que é fruta-do-mato.

Minha infância teve bolinha de gude,
Peão, papagaio, mocinho-bandido,
Finca, pula carniça, bafo e cabra-cega.
Teve língua-do-pé, bola de meia,
Rodeio, circo e matinê.


As cidades cresceram, as crianças também.
Asfalto, televisão, video-game,
Guangues, balas perdidas, vida de condomínio...
Infância de tênis importado,
De aulas de inglês, natação e luta marcial.



Se pudesse, traria minha infância de volta,
Pra mostrar à infância de hoje
Como era bom ser feliz sem histeria,
Sem dinheiro, sem center-shoping,
Sem medo e sem tecnologia.















17:05

O fanhoso.

Postado por Cost |



Um dia um fanhoso estava andando no centro da cidade e entra em uma loja.
Pergunta ao vendedor
- O senhor tem um inho ?
O vendedor não entendendo, retruca.
- O que ?
- Um inho ? O senhor tem um inho ?
O vendedor chama o gerente e esplicando a situação o gerente manda chamar um amigo fanhoso que morava ali perto. Pede para o amigo fazer o favor de atender o cliente e o amigo fala para o cliente
- o que o senhor precisa ?
O Cliente fanhoso fala .
- Eu queria um Inho, o senhor tem um inho ?
- o Dito vendedor olha pra um lado, olha pra outro e volta para o cliente e responde.
- Sinto muito mas o inho acabou.
E o cliente vai embora.
O amigo tambem indo embora o vendedor e o gerente lhe perguntam.
- o que ele queria , o que ele queria ?
- Ele queria um inho!!!

17:53

Cotidiano - Chico Buarque.

Postado por Cost |


                          Todo dia ela faz
Tudo sempre igual
Me sacode
Às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca
De hortelã...

Todo dia ela diz
Que é pr'eu me cuidar
E essas coisas que diz
Toda mulher
Diz que está me esperando
Pr'o jantar
E me beija com a boca
De café...
Todo dia eu só penso
Em poder parar
Meio-dia eu só penso
Em dizer não
Depois penso na vida
Prá levar
E me calo com a boca
De feijão...

Seis da tarde
Como era de se esperar
Ela pega
E me espera no portão
Diz que está muito louca
Prá beijar
E me beija com a boca
De paixão...
Toda noite ela diz
Pr'eu não me afastar
Meia-noite ela jura eterno amor
E me aperta pr'eu quase sufocar
E me morde com a boca de pavor...

17:29

Estações do Amor.

Postado por Cost |


Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.

17:18

Nada é por acaso.♥

Postado por Cost |


14:27

Saudade.

Postado por Cost |


"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."
Clarice Lispector.

"Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche".
 Martha Medeiros.

"Assim é que me sinto, quando você não está por perto". ♥

14:14

Verbos Sujeitos.

Postado por Cost |


Olhos pra te rever
Boca pra te provar
Noites pra te perder
Mapas pra te encontrar

Fotos pra te reter
Luas pra te esperar
Voz pra te convencer
Ruas pra te avistar

Calma pra te entender
Verbos pra te acionar
Luz pra te esclarecer
Sonhos pra te acordar

Taras pra te morder
Cartas pra te selar
Sexo pra estremecer
Contos pra te encantar

Silêncio pra te comover
Música pra te alcançar
Refrão pra te enternecer
E agora só falta você

Meus verbos sujeitos ao seu modo de me acionar
Meus verbos abertos pra você me conjugar
Quero, vou, fui, não vi, voltei,
Mas sei que um dia de novo eu irei.

Zélia Duncan.

16:14

Para todos.

Postado por Cost |


Para meus amigos que estão...SOLTEIROS
O amor é como uma borboleta. Por mais que tente pegá-la, ela fugirá.
Mas quando menos esperar, ela está ali do seu lado.
O amor pode te fazer feliz, mas às vezes também pode te ferir.
Mas o amor será especial apenas quando você tiver o objetivo de se dar somente a um alguém que seja realmente valioso. Por isso, aproveite o tempo livre para escolher .

Para meus amigos...NÃO SOLTEIROS
Amor não é se envolver com a "pessoa perfeita", aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

Para meus amigos que gostam de...PAQUERAR
Nunca diga "te amo" se não te interessa.
Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem.
Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração.
Nunca olhe nos olhos de alguém, se não quiser vê-lo derramar em lágrimas por causa de ti.

A COISA MAIS CRUEL QUE ALGUÉM PODE FAZER É PERMITIR QUE ALGUÉM SE APAIXONE POR VOCÊ, QUANDO VOCÊ NÃO PRETENDE FAZER O MESMO.

Para meus amigos...CASADOS.
O amor não te faz dizer "a culpa é", mas te faz dizer "me perdoe".
Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar.
Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores.
A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos;
mas sim o quanto nesses anos vocês foram bons um para o outro.

Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO
Um coração assim dura o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.
Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não permita que ele chore para sempre.
Permita-se rir e conhecer outros corações.
Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar os outros, aprenda a viver sua própria vida.

A DOR DE UM CORAÇÃO PARTIDO É INEVITÁVEL, MAS O SOFRIMENTO É OPCIONAL!
E LEMBRE-SE: É MELHOR VER ALGUÉM QUE VOCÊ AMA FELIZ COM OUTRA PESSOA, DO QUE VÊ-LA INFELIZ AO SEU LADO.

Para meus amigos que são...INOCENTES.
Ela(e) se apaixonou por ti, e você não teve culpa, é verdade.
Mas pense que poderia ter acontecido com você. Seja sincero, mas não seja duro; não alimente esperanças, mas não seja crítico; você não precisa ser namorado(a), mas pode descobrir que ela(e) é uma ótima pessoa e pode vir a se tornar uma(um) grande amiga(o).

Para meus amigos que tem MEDO DE TERMINAR.
As vezes é duro terminar com alguém, e isso dói em você.
Mas dói muito mais quando alguém rompe contigo, não é verdade?
Mas o amor também dói muito quando ele não sabe o que você sente.
Não engane tal pessoa, não seja grosso(a) e rude esperando que ela(e) adivinhe o que você quer.
Não a (o) force terminar contigo, pois a melhor forma de ser respeitado é respeitando.

Pra terminar ...

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata....
Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como o "bonzinho" não é bom . .
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem que ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutar para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.
Marta Medeiros.

15:58

Meu dever.

Postado por Cost |


Eu tenho uma espécie de dever.O de sempre sonhar, pois sendo mais do que um expectador de mim mesma, eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso.
Assim eu construo o ouro e sedas em salas supostas, invento o palco, cenário para viver o meu sonho entre luzes brandas e músicas invizíveis.

Subscribe